• 19 - 38975227
  • contato@realsantur.com.br

Author Archives: Donizete Delfino

Empresas apostam no transporte fretado para aumentar a produtividade dos colaboradores


Apesar de pouco mencionado quando o assunto é mobilidade urbana, o fretado é realidade para muitas pessoas. Principalmente empresas localizadas em regiões afastadas ou em grandes cidades oferecem este benefício aos seus funcionários. Segundo dados da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) somente na cidade de São Paulo são realizadas 490 mil viagens de fretado por dia, o que representa 2,3% das viagens de ônibus realizadas na capital paulista. O consultor da ANTP, Eduardo Vasconcelos, em entrevista, ainda destaca que os fretados contribuem para a redução do congestionamento nos centros urbanos.


Os benefícios do fretado vão além de tornar as cidades mais sustentáveis. O engenheiro Carlos Filho, que trabalha na região da Vila Olímpia e mora no interior paulista, utiliza o fretado todos os dias e elogia bastante o serviço. 

“Se eu estiver com sono vou dormindo, senão vou lendo notícias na internet. Chego no trabalho muito mais descansado e disposto. Nem imagino como seria ter que dirigir nesse trânsito todos os dias. Na volta é melhor ainda, já sei que posso relaxar logo que saio do escritório.”, diz Carlos. 

Em uma pesquisa realizada na região da Berrini, em São Paulo, pela Transfretur (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento e para Turismo de São Paulo e Região), 80% dos trabalhadores que utilizam carro diariamente declararam que preferem o fretado como meio alternativo de transporte. 

As empresas estão notando que as vantagens que o fretado traz para os colaboradores refletem em seu desempenho dentro do próprio ambiente de trabalho. É cada vez mais comum empresas oferecerem este benefício, pagando parcialmente ou até integralmente a mensalidade do serviço.

Fonte: terra

Donizete Delfino

Brotas – A Capital do Turismo de Aventura e riquezas e belezas naturais


Em uma das regiões mais desenvolvidas, esta Estância Turística de Brotas – A Capital do Turismo de Aventura, com suas riquezas e belezas naturais preservadas, e desponta no contexto ecoturístico nacional. As condições naturais fazem de Brotas uma das poucas regiões do interior de São Paulo que ainda concilia ambiente natural, com os aspectos de uma área quase toda ocupada pela atividade rural, garantindo-lhe uma forte beleza paisagística além de apresentar aspectos culturais típicos da comunidade local.

Em suas serras, muitas nascentes, represa, ribeirões, corredeiras, rios e cachoeiras que cortam vales e encostas, concentra uma enormidade de atrativos turísticos. O potencial para o turismo de aventura, ecoturismo e para o turismo rural, a prática de esportes de aventura, como o rafting, bóia-cross, canyoning, arborismo e outros. Brotas é conhecida como um paraíso para os amantes dos esportes radicais. A procura por estes esportes fez crescer a economia local, e com isso, a cidade tem uma excelente estrutura de Hospedagem e Gastronomia de qualidade, para melhor receber seus visitantes. Ficou conhecida como a “cidade da amizade” e a “capital da vara de pescar”. Possuem recantos inesquecíveis, um deles é a chamada “Areia que canta”, que na verdade são três olhos d’água que formam uma piscina natural de água borbulhante. A areia retirada do fundo produz um som que é semelhante a de um canto quando é esfregada pelas mãos, e o mais impressionante é que ao pisar nesta mesma areia, existe a sensação de estar em uma areia movediça.

Dentre as mais de 30 cachoeiras do município, algumas são mais conhecidas como a do Astor, um dos principais pontos para a prática de cannyoning, o alpinismo dentro das cachoeiras. Mas para quem deseja descansar, a cidade também oferece programas bem tranquilos.

fonte: Guia do Turismo Brasil

Donizete Delfino

Nordeste é o principal destino de turistas mineiros, aponta pesquisa

Porto Seguro, Maceió e Natal são as cidades mais procuradas nas agências de viagens

Porto Seguro (BA), destino mais procurado por turistas de 175 agências de viagens mineiras ouvidas pelo MTur. Crédito: Márcio Filho/MTur 

As cidades de Porto Seguro (BA), Maceió (AL) e Natal (RN) são os três destinos mais procurados, entre os meses de junho e julho, em agências de turismo de Minas Gerais. A constatação é da Pesquisa de Sondagem Empresarial, realizada pelo Ministério do Turismo com 175 empresas de comércio de viagens do estado. O levantamento trouxe, ainda, que 6 em cada 10 mineiros procuram destinos onde possam aproveitar os momentos de lazer com sol e praia.

No perfil do público mineiro, os casais com filhos correspondem ao maior número (43,7%) dos viajantes que utilizam agências de viagens, seguidos dos casais sem crianças, com 25,8%, e viagens em família, com 21,1%. Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os números mostram otimismo e corroboram para a virada que esta nova gestão está realizando no setor. CONFIRA A SONDAGEM NA ÍNTEGRA

“Temos observado que os mineiros têm sido importantes indutores do turismo no país, além de estarem procurando conhecer mais as belezas da costa brasileira. Isso é um importante impulso para continuarmos trabalhando ainda mais para desenvolver o setor turístico nacional, gerando emprego e renda”, finalizou.

Além destas informações, o estudo trouxe a perspectiva das empresas mineiras em relação ao desempenho, faturamento, demanda de serviços e geração de empregos de maio a outubro de 2019. Para 16,3% delas, a perspectiva é de que o número de empregados aumente. Além disso, 60,8% acreditam que a demanda pelos serviços ofertados cresça no período. Outro dado positivo, é de que 60% indicaram um cenário com perspectiva de aumento no faturamento para os próximos meses.

Com a pesquisa, o Ministério do Turismo tem o objetivo de auxiliar as empresas de Minas Gerais do setor de agenciamento de viagens a avaliarem nichos de mercados a serem melhor explorados. Com esta sondagem, por exemplo, é possível identificar que os turistas das agências consultadas pela pesquisa não têm certos estados como escolha, para a viagem no período. 

ESTUDO – A Pesquisa de Sondagem Empresarial das Agências e Organização de Viagens está em sua primeira edição e será realizada semestralmente pelo Ministério do Turismo. O estudo é uma expansão da sondagem já realizada com o setor hoteleiro e pretende avaliar a percepção de desempenho, no cenário atual e futuro, das agências e operadores turísticos, além de identificar o comportamento do consumidor sob a perspectiva dos empresários para os períodos de alta temporada.

Para o subsecretário de Inovação e Gestão do Conhecimento do Ministério do Turismo, Marcelo Garcia, área responsável pelo estudo, este novo nicho atua diretamente com o consumidor (potencial ou real) de viagens. “Além de informações sobre o desempenho da empresa, o setor de agências e operadores representa uma potencial fonte de informações sobre o comportamento de consumo do mercado doméstico, em especial para a projeção da demanda com informações sobre motivo de viagem, segmento turístico de interesse e principais destinos demandados”, destaca Moreira. Segundo o subsecretário, a ideia é aumentar cada vez mais as agências consultadas pela pesquisa.

Edição: Cecília Melo 

Donizete Delfino

Vai viajar em julho? Confira os eventos que movimentarão o mês pelo país

Balneário Cambori (SC) recebe 10ª edição do evento Balneário Saboroso  Foto: Daniel Vianna/MTur

De festas julinas aos eventos gastronômicos, julho chega repleto de opções para quem vai curtir as férias do meio de ano 

Uma das características do mês de julho é que as festas juninas não param e ganham a versão “julina” para quem vai continuar aproveitando as homenagens aos santos do mês anterior: Santo Antônio (13), São João (24) e São Pedro (29). Se o seu destino é o Nordeste, Campina Grande (PB), continua em festa, até domingo (07), fazendo jus à fama de realizar o maior São João do Mundo. Até lá o Arraial de Belo Horizonte (MG), na Praça da Estação, oferece uma experiência completa: música, dança e gastronomia.  Entre os 359 eventos cadastrados no mês de julho no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo, 18 são festas “julinas”.

“O Calendário Nacional de Eventos é fundamental para ampliar a oferta turística em todas as regiões do Brasil e movimentar o turismo doméstico e internacional. O nosso objetivo é divulgar os eventos turísticos brasileiros, agregando valor à imagem dos nossos destinos. Além disso, o calendário é uma ferramenta de consulta que contém informações de qualidade sobre a oferta turística do Brasil que possam ser úteis ao turista no momento de planejar suas viagens”, disse o ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Muitos eventos aguçam o paladar para atrair fluxo turístico aos destinos, dinamizando a oferta turística. São 50 festivais gastronômicos, entre eles, o 10º Balneário Saboroso, em Balneário Camboriú (SC), onde o turista tem opção de frequentar mais de 30 restaurantes com menus exclusivos ao longo do mês. Outros 122 eventos celebram o frio, como o 25º Festival de Inverno de Arte e Cultura de Poços de Caldas (MG), de 6 a 21 de julho. Em Ouro Preto e Mariana, cidades históricas mineiras, o inverno é celebrado com muita festa, comida e arte de 8 a 28 de julho. Já o verão amazônico é comemorado em diferentes destinos do Norte, como Soure (PA), que realiza o 36º Festival de Verão, na Ilha de Marajó.

O bom queijo, o tradicional café e a saborosa cachaça são três paixões dos mineiros em um único local e os principais ingredientes do 2º Festival Queijo, Café e Cachaça de Caxambu (MG), entre os dias 19 e 21 de julho. A programação conta com palestras, demonstrações, degustações, exposições e shows. O evento vai reunir os principais produtores, expositores, especialistas e curadores das três atividades que diversificam a oferta turística de Minas Gerais.

Entre as grandes festas de julho, a 26ª Festitália, de 12 a 21, em Blumenau (SC) reúne música e gastronomia típica, apresentações culturais e shows. A programação do evento resgata a cultura italiana ao longo de 10 dias, no Parque Vila Germânica. Durante o festival gastronômico e cultural as maiores atrações são os pratos típicos e as apresentações de grupos folclóricos, cantores e conjuntos musicais.

Entre os dias 6 e 14 de julho, Cáceres (MT), realiza a 38ª edição do Festival Internacional de Pesca Esportiva, no rio Paraguai, considerado o maior festival de pesca em água doce do Brasil. Além dos aspectos turísticos, culturais e esportivos, o festival aumenta o número de postos de trabalho, distribui renda de forma mais equitativa e coloca em evidência, no âmbito nacional e internacional, um destino turístico rico em diversidade, cultural, ambiental e social. O Evento contempla uma feira de negócios com produtos náuticos, de pesca, de ecoturismo, da agricultura familiar, do artesanato e da gastronômica regional, além de shows culturais.

Na segunda semana de julho, de 11 a 14, será realizado o tradicional Encontro dos Povos do Grande Sertão Veredas, em Chapada Gaúcha (MG). Além de divulgar e conservar as tradições dos povos do sertão, suas comidas típicas, danças de rodas e artesanatos, tem o “Caminho do Sertão”. A trilha ecológica e literária, de Sagarana até o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, tem 187 km e é feita a pé, seguindo o caminho percorrido pelo escritor Guimarães Rosa.

CALENDÁRIO DE EVENTOS – As informações contidas no calendário são coletadas de forma colaborativa, majoritariamente com o apoio das secretarias estaduais e municipais de turismo. Para cadastrar um evento, entre no site do Calendário Nacional de Eventos. Em caso de dúvidas, verifique o Manual de Preenchimento

Edição: Victor Alves

Donizete Delfino

Prefeitura de Ubatuba anuncia novas taxas para entrada de veículos de turismo

A Prefeitura de Ubatuba informa que, a partir de 7 de janeiro de 2019, passam a vigorar novas taxas para a entrada de veículos de transporte turísticos na cidade. O reajuste foi determinado pelo decreto número 6999, de 4 de janeiro de 2019. Os valores não eram reajustados desde 2015. Confira os novos valores:

Categoria I – Veículos de transporte turístico de excursões de um dia de permanência:

a) Ônibus acima de 25 passageiros > R$ 3.000,00 (três mil reais);

b) Micro-ônibus, com até 25 passageiros > R$ 1.800,00 (um mil e oitocentos reais);

c) Vans e similares > R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais).

Categoria II – Veículos de transporte turístico de excursões de longa permanência:

a) Ônibus acima de 25 passageiros > R$ 3.000,00 (três mil reais), com acréscimo de R$ 200,00 (duzentos reais) por dia de permanência;

b) Micro-ônibus, com até 24 passageiros > R$ 1.800,00 (um mil e oitocentos reais), com acréscimo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) por dia de permanência;

c) Vans e similares > R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais), com acréscimo de R$ 100,00 (cem reais) por dia.

O decreto institui ainda desconto de 30% na taxa para longa permanência nos casos em que os viajantes estejam hospedados em estabelecimento (hotéis, pousadas e afins) devidamente cadastrado junto à Prefeitura Municipal e à Companhia Municipal de Turismo (COMTUR).

Há um desconto de 50% no caso de agências cadastradas junto aos órgãos municipais que atuarem como intermediadoras de pacotes de turismo e que utilizem os serviços de guias e monitores turísticos como prestadores de serviços devidamente cadastrados no Ministério do Turismo e na Prefeitura de Ubatuba.

A taxa deve ser paga antecipadamente à Comtur, responsável pela emissão de autorização de 01 (uma) senha de entrada e circulação.

Para mais informações, consultar a Comtur pelo telefone: (12) 3833-7006, de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas.

Donizete Delfino

Cursos online do MTur recebem primeiras inscrições.

 

BBA e CGT são oportunidades de impulsionar a carreira no turismo. Crédito: Embratur

Canais de educação à distância são voltados para profissionais do turismo. Ferramenta conta com 7,8 mil cadastros e mantém inscrições abertas.

O Ministério do Turismo oferece aos brasileiros interessados em impulsionar a carreira uma oportunidade de qualificação gratuita por meio das plataformas de ensino à distancia Brasil Braços Abertos (BBA) e Curso Gestor de Turismo (CGT). Mais de 7,8 mil pessoas já se inscreveram nos canais de qualificação do MTur, mas o ministério pretende alcançar ainda mais pessoas e mantém as inscrições abertas até outubro e novembro, respectivamente.

Nesta segunda edição do Canal Brasil Braços Abertos, as inscrições iniciaram em 10 de maio e serão encerradas em 31 de outubro de 2018. Até o momento contabiliza 4.285 inscritos. Lançado em abril de 2017, o canal já qualificou mais de 2,7 mil pessoas em todo o país. O curso é voltado para atendimento ao turista e possui carga horária de 80 horas. Ele está dividido em quatro módulos com conteúdo direcionado para a recepção do visitante, incluindo noções básicas da língua inglesa. O acesso ao canal Brasil Braços Abertos pode ser feito em qualquer equipamento com internet, como smartphone, tablet ou computador.

“Iniciativas como esta reafirmam o compromisso do Ministério do Turismo com a qualificação dos profissionais que atuam na linha de frente do turismo e também com os gestores responsáveis pela atividade em todo o Brasil. Colocar o turismo brasileiro no patamar de destaque é preciso assegurar que o viajante tenha o melhor atendimento”, afirmou o secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos.

Nesta segunda fase, o MTur dará oportunidade de conclusão do curso de atendimento ao turista aos inscritos no ano passado que não conseguiram fazê-lo. Neste caso, o interessado deve acessar a plataforma com o seu login e retomar os estudos. O prazo para conclusão do curso, para todos os inscritos, é 15 de janeiro de 2019. Para se inscrever ou continuar os estudos, clique aqui.

GESTOR – Desde seu lançamento, em 17 de maio, 3.617 pessoas já se cadastraram no Curso Gestor de Turismo. As inscrições poderão ser feitas até 19 de novembro de 2018.  O público-alvo são pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, a carga horária é de 50 hora e o curso é composto de 35 unidades distribuídas em 5 módulos: Introdutório, que ensina como utilizar o canal; Planejamento, Legislação, Projetos, e Programas e ações específicas do Ministério do Turismo. O prazo para conclusão do curso do Canal Gestor de Turismo é 31 de dezembro de 2018. Para fazer a inscrição no curso de Gestor, clique aqui.

dezembro de 2018. Para fazer a inscrição no curso de Gestor, clique aqui.

Donizete Delfino

Em Gramado, o Natal só acaba em 2018!

Ruas decoradas, luzes para todo lado, árvores, presentes, personagens icônicos e até neve (de mentirinha, é claro). Em Gramado (RS), o Natal é assim. Mas na cidade localizada na Serra Gaúcha, a festa começou bem antes, em 26 de outubro, e só acaba bem depois, em 14 de janeiro. É neste período que ocorre o Natal Luz, um dos momentos mais aguardados do ano e um dos grandes eventos do Brasil.

Não é exagero dizer que o Natal Luz envolve toda a cidade. Além do aspecto visual – é impossível andar pelas ruas sem encontrar pelo menos uma referência à festa –, Gramado também prepara uma programação extensa para seus convidados que lotam a cidade. Em 2016 foram mais de dois milhões de visitantes durante todo o período, número que o município espera superar em 2017.

“Em menos de 1 mês já recebemos mais de 700 mil visitantes”, destaca Edson Néspolo, secretário de Turismo de Gramado. “Temos toda uma gama de espetáculos. São mais de 3 mil pessoas contratadas e estamos com uma estimativa de arrecadar cerca de R$ 26 milhões com a bilheteria”, acrescenta.

Além dos shows pagos, a cidade oferece muitas atrações gratuitas, como a Vila de Natal, com a exposição de artesãos locais; os shows diários na Rua Coberta; e o grande show de acendimento das luzes da cidade, uma apresentação teatral que tem seu ápice na iluminação da avenida Borges de Medeiros e a simulação de neve caindo. Tudo apresentado diante de uma grande plateia.

“A ocupação hoteleira nos finais de semana foi praticamente de 100% até agora. Pelos últimos dados, em dezembro já passa de 80%, com os finais de semanas lotados”, revela Néspolo. “É toda uma movimentação da economia. São restaurantes, parques temáticos, agências de turismo, hotelaria… E não é só em Gramado. As pessoas vêm para cá, mas também visitam a região”, exalta o secretário de Turismo.

MAGIA DO NATAL – Além do efeito visual impulsionado pela grande quantidade de enfeites e luzes que ornamentam a cidade, Gramado também vende algo que não é palpável, mas acaba sempre saindo da ponta da língua dos turistas: a magia do Natal. A frase está presente nas apresentações e espetáculos e acaba contagiando quem está na cidade para assistir.

É o caso da turista Emmely Silva, que saiu do Recife para realizar um sonho na Serra Gaúcha. “Há sete anos eu venho com esse sonho de conhecer a cidade, os espetáculos e agora consegui realizar. Aqui é lindo. A gente volta a acreditar na magia do Natal”, diz a servidora pública, acompanhada do marido, Roberto da Silva. “É uma cidade que recebe os turistas de braços abertos”, completa ele.

Até quem está acostumado a visitar Gramado acaba se rendendo ao clima do Natal Luz. Moradora de Vacaria (RS), Tatiane Maciel viaja anualmente para a cidade, mas acredita que o fim de ano é especial. “Optamos por vir na época do Natal Luz porque temos uma filha pequena e a magia que envolve a cidade faz com que as crianças percebam a importância da união da família. Gramado tem um brilho próprio. É uma cidade espetacular, aconchegante e com muitas atividades para serem realizadas. É um dos melhores lugares que existem para conhecer a magia do Natal”, afirma.

FESTA DA COMUNIDADE – O Natal Luz atrai milhões de turistas de todo o Brasil, mas também é uma festa para a cidade de Gramado e seus moradores. São eles os responsáveis por fazer a tal magia do Natal acontecer de fato, tanto em cima dos palcos quanto nos bastidores.

Produtora do Grande Desfile de Natal, um dos eventos mais tradicionais do Natal Luz, Vera Mello é responsável por preparar o show para os turistas. “Trabalhamos cerca de 90 dias no desfile. São mais de 500 pessoas da comunidade participando do evento, 430 de elenco e 70 de equipe de apoio”, conta a produtora. “É um evento feito para a comunidade e com a comunidade”, diz.

Aos 13 anos, a estudante Vittoria Kelen participa dos shows do Natal Luz desde os 8 e resume bem o sentimento dos moradores de Gramado durante a festa. “É uma coisa incrível fazer parte de tudo isso”, afirma.

Donizete Delfino

Ministério do Turismo fiscaliza prestadores de serviço no Rio de Janeiro

O Ministério do Turismo (MTur) realiza nesta semana, no Rio de Janeiro, mais uma etapa do trabalho de fiscalização de prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório no Cadastur. O objetivo das equipes, formadas por servidores do MTur e da Secretaria de Turismo do estado do Rio de Janeiro, é verificar se agências de turismo, transportadoras, hotéis e guias de turismo que atuam na capital fluminense estão seguindo o que determina a Lei Geral do Turismo.

Durante o primeiro dia de ação, as equipes realizaram 30 abordagens em guias de turismo e agências de viagem. Das oito agências visitadas, cinco apresentavam irregularidades, duas estavam regulares e em uma o responsável não foi encontrado. Em relação aos guias de turismo, dos 22 abordados no Corcovado, dois estavam ilegais. Todos os prestadores irregulares foram notificados e terão 30 dias para regularizar seu cadastro.

Criada este ano, pelo Ministério do Turismo, a equipe de fiscais tem como missão garantir a legalidade dos prestadores e contribuir para a formalização da atividade turística em todo o país. A primeira ação dos servidores ocorreu em setembro, em Brasília, e focou nos meios de hospedagem em funcionamento na capital federal. Em caso de descumprimento das normas, os profissionais têm autoridade para autuar e multar quem estiver irregular. As multas podem variar de R$1.186 até R$ 854 mil.

Inicialmente, as operações de fiscalização do MTur, em parceria com as secretarias estaduais de Turismo, têm caráter educativo e privilegiam localidades onde crescem denúncias de atuação irregular de prestadores de serviços turísticos. O objetivo deste projeto piloto é alertar os empreendedores sobre a obrigatoriedade do cadastro, das punições cabíveis em caso de descumprimento da lei e dar orientações sobre o funcionamento do Cadastur.

06 11 17 fiscais mtur reuniao rj
Funcionários do MTur e do Rio de Janeiro se reúnem antes de ação nesta segunda.

O registro no Cadastur é obrigatório para os prestadores que exerçam atividades de meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, acampamentos turísticos, parques temáticos e guias de turismo. O cadastro é simples e totalmente gratuito. Para realizá-lo, basta acessar a página www.cadastur.turismo.gov.br e seguir as orientações.

FISCALIZAÇÃO – Em setembro, os fiscais participaram de um curso de capacitação para iniciar a atividade. Na programação, os profissionais tiveram aulas sobre a legislação do turismo, responsabilidades e conduta do agente fiscal, processo administrativo de fiscalização, fiscalização dos prestadores de serviços turísticos e simulação.

Atualmente o Cadastur conta com 61,2 mil cadastros regulares de pessoas físicas e jurídicas. O Cadastur está em processo de modernização e até o final do ano vai se tornar um sistema totalmente digital, com sistemas integrados para facilitar o cadastramento.

Donizete Delfino

Samu recebe 225 ambulâncias Sprinter

A montadora Mercedes-Benza e o concessionário De Nigris entregaram 225 ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), parte de uma licitação de 800 furgões argentinos Sprinter para transformação em UTIs móveis.

A transformação dos furgões em ambulâncias ficou por conta da Marimar. Os veículos serão distribuídos para diferentes cidades brasileiras.

A Mercedes registra aumento sistemático de participação de mercado no segmento de vans para 3,5 a 5 toneladas de Peso Bruto Total (PBT). Em 2017, no acumulado de janeiro a setembro, foram emplacadas 4,2 mil unidades da linha Sprinter, considerando vans, furgões e chassis com cabine vendidos no Brasil. Isso resultou em uma participação de 34%, nove pontos porcentuais a mais em relação ao mesmo período de 2016.

Donizete Delfino